Meus olhos de criança!!!

Eu e minhas reflexões: andei pensando no porque de tanto querer e tanto amor pelos pequenos. Pensei, pensei e pensei e cheguei a seguinte resposta: – Acho que não vivi minha infância com intensidade e fico com uma pontinha de inveja das crianças. 

Deixe-me pensar melhor… – Ora bolas, que mentira absurda. Não tenho motivos para ter inveja dos pequenos, vivi muito bem vivido minha infância…

No fundo, sei muito bem o porquê de tanta veneração. É uma equação longa e simples. Eles me compreendem muito rápido. Muito mais rápido do que muita gente adulta que convive comigo. Às vezes eu não preciso falar, explicar ou desenhar, eles sacam por de trás das entrelinhas. É que eu sou difícil de tão simples, e só quem tem bons olhos e bom coração sabe compreender.

Eu amo os pequenos porque eles são pessoinhas simples. E eu insisto em ficar próxima a pessoas simples, eu quero o simples. Guarde seu dinheiro no bolso. Jogue fora seu tempo contato. Eu quero todo tempo do mundo, sem sapatos e perfumes e viagens e joias e coisa caras para compensar o tempo que não é dado, prefiro as coisas raras, prefiro as crianças.

Quero piquenique em dia bonito. Olhar para a lua cheia e brilhosa. Andar de mãos dadas. Deitar na grama e sair rolando. Andar de pés descalços. Bagunçar a casa. Colocar flores na mesa. Beijo de boa noite e alguém que me cubra quando o lençol escorregar para o outro lado. Quero essas coisas simples de criança.

Quero poder brincar no balanço na hora que me der vontade. Quero escrever bilhetinho ou então desenhar uma cartinha. Quero voltar a ter medo do escuro e gritar bem alto que vi um monstro no guarda-roupa. Quero poder segurar bem forte a mão de alguém para ter a sensação de que a pessoa não vai soltar a minha mão. Quero essas cosias simples de criança.

Quero histórias bonitas. Quero acreditar nas pessoas, apesar de tudo. Quero ter coragem suficiente para no final de cada dia sorrir e continuar vendo a vida com olhos de criança.

P.S: esse poste foi publicado no meu antigo Blog em 12/10/2012 às 09:30 em homenagem ao dia das Crianças.

Publicado em Sem categoria