Meu Pai para viver!!!

Eu preciso de homem pra viver. Pensando bem não preciso. Tudo bem vai, vou te dizer a verdade… o único homem que preciso é o meu pai. Ele me ensinou muitas coisas desde a descascar laranja, a dá laço no cadarço, fazer croquis, dar cambalhota, comer salada, beber uns remédios caseiros ruins e a poupar dinheiro.

Meu pai me dá apoio, suporte, abrigo e amor. Me ensinou a achar palavras no dicionário e me mostrou o que é certo e errado na vida. Me educou a dizer sempre a verdade e ser sincera. Aprendi que a gente tem que fazer por merecer e que não há problema algum em pedir ajuda. Meu pai já me ajudou a pagar algumas contas minhas e também me ajudou a pagar a faculdade. Uma vez, fiquei apertada de grana e pedi dinheiro emprestado. Quando fui devolver ele disse que não precisava, mas eu fiz questão. Coloquei nota em cima de nota e disse “me emprestou estou devolvendo, aceita, pois se eu precisar de novo posso pedir”. Devolvi e me senti muito bem com isso.

Com meu velho eu aprendi a ser gente. A entender e aceita que as pessoas são diferentes e precisam se respeitar. E que nem todo mundo tem que ter o mesmo gosto. Aprendi a ouvir mais e a falar menos, porém um menos com qualidade. E que nem sempre o jeito que alguém diz que te ama é o mesmo jeito que você fala e demonstra que ama. Aprendi que o mundo é grande demais e tem espaço para muita gente, e porque o mundo é grande a gente tem que correr, aliás, ele faz isso muito bem… Aprendi que sempre vai existir alguém mais bonito e mais inteligente que você, assim como sempre vai existir um menos dotado de inteligência e mais feio. E que um abraço fala muito mais do que um monte de palavras.

Tem gente que pensa que não precisa do pai por perto. Digo que a gente precisa dele a todo instante, quando é pequeno e depois que cresce. A gente precisa do pai até mesmo depois que ele morre. Mesmo longe, no céu dos pais, eles nos ensinam de alguma forma. Pai é uma figura eterna. E que nunca vai ser substituída por ninguém nesse mundo.

Pensando bem, eu não preciso de homem pra viver. Pago as minhas contas, sei trocar lâmpada, trocar pneu de carro, mato insetos exceto barata e nem sempre consigo abrir potes de azeitona em conserva. Mas tudo bem. Eu não preciso de homem pra viver. Não vejo problema algum em ir a eventos desacompanhada, ir ao cinema ou jantar sozinha. Eu não preciso de homem pra viver, mas preciso do meu pai.

Dizem que o primeiro amor de uma menina é o pai. Confirmo, e é por isso que ninguém vai tira o meu pai do meu coração, meu amor por ele é eterno…

P.S: esse poste foi publicado no meu antigo Blog em 12/08/2012 às 08:00 em homenagem ao dia dos Pais.

Publicado em Sem categoria